Governo do Maranhão Realiza Abertura do Ano Agrícola 2020/2021

Produtores e demais envolvidos no setor agrícola em todo o Maranhão terão acesso a informações sobre financiamentos, empréstimos e outras formas de crédito, em evento do Governo do Estado. Nesta quarta-feira (22), a partir das 16h, nas redes sociais do governo, será realizada a Abertura do Ano Agrícola 2020/2021, de forma virtual. Coordenado pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (Sagrima).

Participam do evento representantes dos bancos financiadores do Plano Safra 2020/2021 e, na ocasião, vão tratar das metas, medidas e expectativas de crédito ao segmento de produção agrícola maranhense. Os produtores terão acesso a possibilidades de mais investimentos na produção, gerando renda, riqueza e empregos para o Estado, destaca o titular da Sagrima, Sérgio Delmiro. “Vamos apresentar todos os dados do ano agrícola passado e as perspectivas para o que virá. É muito importante que o segmento acompanhe as informações”, ressalta Delmiro. 

As instituições bancárias vão apresentar seus investimentos e ações realizadas no Maranhão, no que se refere à produção do ano passado. Será informado ainda o que está disponível para apoio e reforço da safra deste ano, além dos objetivos a serem alcançados. O evento de abertura do ano agrícola pode ser acompanhado nas redes sociais do Governo do Estado em transmissão pelo Instagram, Fanpage e YouTube.

Para financiamentos a pequenos produtores, o Plano Safra 2020/2021 terá R$ 33 bilhões do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf); e outros R$ 33,1 bilhões, do Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural (Pronamp). Os valores foram divulgados mês passado, pelo Ministério da Agricultura. Nas negociações, garantia de menores juros e diversas linhas de crédito.

Estarão presentes à solenidade virtual, o vice-governador Carlos Brandão; o Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento(MAPA), César Hallum; entre outros gestores estaduais, membros de entidades e representantes das classes produtivas.