Relatório Final do ZAMA é aprovado pela Comissão Estadual de Zoneamento Agropecuário do Estado do Maranhão-CEZAMA

A Secretaria de Estado da Agricultura Pecuária e Pesca do Maranhão, através da (Superintendência de Pesquisa e Geoprocessamento – SPG), em parceria com o Núcleo Geoambiental da UEMA (NUGEO/UEMA),apresentou na tarde desta quarta-feira(12),em reunião, para os membros da comissão do CEZAMA, os produtos do Relatório Final do Zoneamento Agropecuário do Maranhão-ZAMA.
A reunião contou com a presença da Secretária da SAGRIMA, Dra.Fabiana Vilar Rodrigues, dos Professores da UEMA, Jucivan Ribeiro, Ronaldo Menezes e de todos os integrantes do CEZAMA, que aprovaram o relatório na oportunidade.

Comissão

A Comissão Estadual de Zoneamento Agropecuário do Estado do Maranhão (CEZAMA), foi instituída pela Portaria No 312 de 11/12/2019 da SAGRIMA, com representação dos seguintes órgãos: Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca (SAGRIMA), Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), Secretaria de Estado de Planejamento e Orçamento (SEPLAN), Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA), Secretaria de Estado da Indústria e Comércio (SEINC), Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Federação da Agricultura e Pecuária do Estado do Maranhão (FAEMA) e Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (AGED).

ZAMA

A realização do ZAMA é resultado da parceria entre a SAGRIMA e a UEMA, o Zoneamento está voltado para o setor Agropecuário maranhense, tendo caráter dinâmico, realizado a partir de bases de dados, algumas com atualizações anuais, a exemplo das informações meteorológicas. A aprovação do ZAMA pela comissão é ponto essencial para o amadurecimento e para a continuidade das ações que venham consolidar este projeto para o Maranhão.
Vale ressaltar que o Zoneamento possui caráter regional, desenvolvido a partir das 10 Regiões Homogêneas de Chuva para o Maranhão, advindas da tese do prof. Ronaldo Menezes. O caráter regional assegura maior reconhecimento dos diversos padrões de chuvas presentes em nosso estado, informações importantes para o planejamento e gestão territorial do setor agropecuário.
Com a aprovação do relatório final, o próximo passo será a entrega oficial pela UEMA para a SAGRIMA.