Segundo o Imesc o Maranhão é o 8º maior produtor de mel do Brasil

O Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) realizou uma análise sobre a pecuária no Maranhão entre os anos de 1998 e 2018, a partir de dados oriundos da Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM) feita pelo IBGE, nesta se verificou informações sobre os produtos de origem animal. O que chamou atenção foi que o mel apresentou um crescimento médio de 24,5% ano, levando a produção de 28.465 kg em 1998 para 2.261.672 kg em 2018.

Com base nesse resultado, o Maranhão subiu 10 posições no ranking dos maiores produtores de mel do Brasil, saindo da 18ª colocação, em 1998, para a 8ª, em 2018.

Vale ressaltar que a Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Pesca(SAGRIMA) , distribuiu em 2019 para diversos municípios, 35 kits mel que foram entregues para apicultores organizados em associação.

No ano passado a SAGRIMA apoiou o registro do entreposto de mel da Associação dos Criadores e Produtores Rurais de Bacabeira junto ao Serviço de Inspeção Estadual-SIE, realizado pela Agência de Defesa Agropecuária do Maranhão – AGED

No Nordeste


Em relação ao Nordeste, o estado ganhou três posições. No ano de 1998, ocupava a 6ª colocação. Na pesquisa realizada em 2018, o Maranhão subiu para a 3ª colocação sendo que a cidade que mais produz mel é Santa Luzia do Paruá, localizada no Alto Turi Maranhense, Em termos nacionais, ela ocupa a sétima colocação no Pais.

Outro produto de origem animal também teve destaque. O leite se apresentou como o produto mais representativo do Maranhão, em termos de valor. O município de Açailândia detém a maior produção, com 39.637 mil litros ao ano.